6ª RM Vale TI – celeiro de inovação e tecnologia

O APL TIC Vale do Parque Tecnológico São José dos Campos promove há seis anos a RM Vale TI, uma feira de negócios com foco em tecnologia, inovação e comunicação, para as áreas de Smart Cities, Agronegócios, Varejo e Indústria 4.0. Somente na edição 2018, o evento reuniu mais de 3.000 pessoas e movimentou a economia do Estado de São Paulo em mais de R$ 150 milhões, com os negócios gerados.

O evento reúne, em um único local e por três dias consecutivos, empresários, investidores, representantes do poder público e profissionais que buscam na inovação tecnológica o desenvolvimento dos negócios e das cidades.

Para falar sobre esse celeiro de inovação, temos uma entrevista com o coordenador do APL TIC Vale do Pqtec, Marcelo Nunes.

O que esperar desta edição da RM Vale TI?

A RM Vale TI está ganhando notoriedade e robustez. A cada ano ela agrega mais soluções de negócios para os empresários que participam do evento, tanto como expositores quanto como visitantes. Com a edição de 2018, a RM Vale TI deu um grande salto de qualidade com a Rodada de Negócios e o Startup World e vamos manter esses projetos bem-sucedidos neste ano, com uma expectativa ainda maior. Teremos também uma programação rica com o Congresso, com 12 painéis e especialistas debatendo as tendências tecnológicas para que as indústrias e as cidades evoluam. Haverá ainda demonstrações do uso de drones para diversas aplicações e nossos expositores estão preparando importantes lançamentos para os visitantes.

O que poderá ser visto na Feira?

Muitas soluções tecnológicas para promover a transformação digital nas empresas e nos municípios. São mais de 45 expositores e muitos deles farão lançamentos na RM Vale TI, o que demonstra o quanto a feira é estratégica para as empresas. Haverá lançamento de um aplicativo para monitoramento de grandes volumes de chuva, pela Climatempo. A Tria Software, por exemplo, vai apresentar um software robô, haverá soluções de ERP e de Big Data para otimizar e digitalizar processos internos das empresas. Soluções para o agronegócio de monitoramento de colheita. Enfim, uma infinidade de soluções tecnológicas para potencializar os negócios das empresas, otimizar processos, melhorar a produtividade e, consequentemente, reduzir custos e aumentar a lucratividade.

O Congresso é outro diferencial da RM Vale TI. O que podemos falar sobre isso?

O Congresso é outra parte de nossa programação estruturada para garantir que os empresários que visitam a RM Vale TI possam se organizar para conhecer as soluções em exposição e também conhecer as novas tendências em debates ricos. O Congresso é segmentado por tema. Cada dia é dedicado ao debate aprofundado de temas relacionados aos eixos centrais do evento. O primeiro dia, 22 de outubro, é voltado para se falar sobre Smart Cities. Há prefeitos, secretários de governo, empresários e profissionais da academia falando sobre essa tendência mundial de adotar a transformação digital na gestão pública para se oferecer serviços públicos mais eficientes, menos burocráticos e que promovam a melhoria da qualidade de vida da população. O segundo dia, 23 de outubro, é dedicado ao debate de temas para os setores da indústria 4.0 e do agronegócio. Novas tecnologias que já são realidade no mercado e que precisam ser adotadas pelos empresários que desejam manter-se competitivos. O terceiro e último dia da RM Vale TI traz especialistas para falar da tecnologia que vem revolucionando o varejo, a forma como os negócios são concretizados e como os clientes podem ser impactados.

E toda essa discussão é possível porque estamos contando com palestrantes especializados em cada tema, profissionais atuantes e que vem fazendo a diferença em seus respectivos universos de atuação. Estamos muito confiantes que estamos conseguindo promover algo diferenciado e com a participação de grandes stakeholders.

Mas, a RM Vale TI é uma feira de negócios?

Sim, além de promover um ambiente efervescente de troca de ideias, o objetivo principal da RM Vale TI é gerar negócios, apresentar ao mercado a produção tecnológica presente em nossa região e em nosso país. A cada ano, os expositores nos relatam contatos promissores gerados a partir da RM Vale TI e, agora, com a Rodada de Negócios, uma programação incorporada desde a edição de 2018, temos um volume de negócios ainda maior. Somente no ano passado, a Rodada de Negócios gerou mais de R$ 10 milhões em negócios. Toda a RM Vale TI foi responsável pela geração de negócios da ordem de R$ 150 milhões.

Conte um pouco sobre a Rodada de Negócios. Quais os diferenciais dessa ação?

A Rodada de Negócios da RM Vale TI é um projeto inovador. Ela começa antes mesmo do evento. Nossa equipe seleciona as principais empresas do mercado. Esse ano serão cerca de 60 entre grandes players do mercado nacional e internacional, prefeituras e governos estaduais. Ao identificar interesse por uma ou mais empresa, a ofertante de tecnologia solicita uma reunião, via plataforma online de B2B. A reunião presencial acontece durante a feira, quando ambas as partes já estão cientes do que a outra tem a oferecer e o que precisa para alavancar os negócios. Isso gera um alto grau de efetividade do negócio. As empresas ofertantes conseguem ter até 16 reuniões em um só dia. Isso é outro ponto importante, afinal, a empresa economiza muito tempo e dinheiro conseguindo em um único dia e em um só local conversar com diversas empresas ou mesmo órgãos públicos. E fala diretamente com quem está interessado na tecnologia. As reuniões são com diretores de departamentos de compras, por exemplo, que já estão focados nas necessidades das empresas e o que precisam procurar em um fornecedor.

Quais tecnologias podem ser encontradas na RM Vale TI?

São as mais variadas e tudo aquilo que é necessário para alavancar os negócios de uma empresa. Há soluções de Big Data, de Internet das Coisas (IoT), Inteligência Artificial aplicada para o varejo, por exemplo, sistemas para automação e otimização de produções, aplicativos com foco em smart cities. Teremos ainda demonstrações de drones aplicados na agricultura, para avaliar as condições de infraestrutura, para monitoramento de ambientes e muito mais. Teremos uma gama de inovações para contribuir com o crescimento dos negócios. Isso porque estudos reforçam a necessidade de se investir em tecnologia. Um estudo da FGV, por exemplo, destaca que a cada 1% a mais investido em TIC, o lucro da empresa aumenta 7% em dois anos.

Compartilhe

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email