Smart Cities e suas aplicações

Smart Cities e suas aplicações

O conceito Smart City (cidade inteligente) surgiu a partir de cidades que incorporaram tecnologias e soluções de TI para integrar e otimizar as suas operações. Esses municípios utilizam a inteligência a favor da administração e gestão de recursos, o que reduz custos e gera mais qualidade de vida para a população.

Para facilitar o entendimento sobre como as tecnologias conectadas transformam toda a infraestrutura e serviços de ambientes urbanos, veja exemplos de como Smart Cities pelo mundo vêm implementando esse conceito.

Segurança

No quesito segurança, as Smart Cities utilizam cada vez mais monitoramento por inteligência artificial. Com a ajuda de câmeras de segurança, por exemplo, vigilantes não precisam mais ficar disponíveis 24 horas por dia, pois tecnologias de reconhecimento facial identificam possíveis riscos e acionam automaticamente a polícia.

Trânsito

O trânsito caótico é um dos maiores problemas de qualquer centro urbano. Neste contexto, semáforos inteligentes recebem informações de satélite e são capazes de ajustar automaticamente a temporização para dar mais fluidez aos locais de maior tráfego.

Os agentes de trânsito, por sua vez, por meio de smartphones, podem trabalhar com muito mais eficiência e rapidez ao detectar pontos com trânsito intenso.

Sustentabilidade

Na administração pública, as Smart Cities não usam apenas tecnologia. Elas buscam inovação e desenvolvimento por meio da preservação ambiental e melhor aproveitamento e distribuição dos recursos naturais.

Como exemplos de cidades sustentáveis, podemos citar Copenhague, na Dinamarca, que conta com uma infraestrutura eficiente para o uso de bicicletas. Já Freiburg, na Alemanha, possui programas voltados para o uso racional de veículos automotores e Zaragoza, na Espanha, conta com sistema eficiente voltado para a economia de água.

Entretenimento e turismo

Além do trânsito e da segurança, o entretenimento também é muito importante quando o assunto é qualidade de vida. Ele também pode ser transformado por meio de uma estrutura de TI integrada.

Na Inglaterra, sensores infravermelhos nos postes de luz gravam as sombras dos pedestres e projetam as imagens para acompanhar quem vier caminhando depois. Esse tipo de inserção artística em ruas e praças do município melhoram a qualidade de vida e o uso dos espaços públicos.

Já no campo do turismo, informações e guias turísticos integrados ao sistema da Smart City podem ser usados em aplicativos de celular para criar roteiros personalizados, enriquecendo a experiência do visitante e movimentando a economia local.

Smart Cities na 6ª RM Vale TI

A 6ª RM Vale TI acontece nos dias 22, 23 e 24 de outubro, das 9h às 18h, e trará à tona o tema das Smart Cities, com exposição de soluções específicas e fóruns de discussão sobre o assunto. Não fique de fora, clique aqui e faça sua inscrição.

ASSESSORIA DE IMPRENSA

Rossi Comunicação
Jornalista Responsável: Valéria Rossi (MTB 028.207)
Contatos:

+55 (11) 3262-0884
+55 (11) 99348-8562

E-mails: [email protected]
[email protected]